A ferramenta perfeita para você construir sua vitória nos concursos públicos.

Tempo de leitura: 7 minutos

A História do curso MPETE®:

Um dia, no final dos anos 90, decidi passar no vestibular da UFMG! Então fiz o que a maioria fazia: entrei para um cursinho e comecei a estudar muito. Este era o pensamento: “para passar é preciso estudar muito, mas muito mesmo.” Como dizem hoje: “morrer de estudar”. Após um ano de cursinho, “morrendo de estudar”, não passei nem na primeira etapa.

Comecei a pensar que havia algo de errado na forma que todos estudávamos para este tipo mais difícil de prova, tal como o vestibular da UFMG, daquela época. Até hoje tem aluno que fica 4 anos ou mais em cursinhos para passar em alguns vestibulares mais difíceis e em concursos.

Naquele período, eu tinha passado em um concurso para o INSS no qual trabalhava meio horário. Lá eu conheci uma pessoa que se tornou um grande amigo: Prof. e Mestre em Direito Internacional, Fernando Gonçalves Coelho, que naquele tempo fazia Direito na UFMG.

Fernando Gonçalves Coelho é o primeiro e eu sou o quarto, da esquerda para direita. Os outros meus amigos são: Claudio, Gislene e Nádia. (INSS – 1998)

Fernando me disse: “para passar na UFMG você irá precisar de técnicas de estudo”. Isso que ele me disse confirmou minha suspeita de que nós alunos estudávamos de forma ineficiente para vestibulares e concursos.


Eu trabalhava meio horário, tinha estudado em escolas públicas de periferia, ou seja, não possuía boa base escolar para disputar com outros alunos que estudaram em escolas particulares. Nem tinha todo o tempo do mundo para ficar por conta do vestibular. Nesse sentido, é claro que eu tinha que utilizar técnicas que fossem capazes de otimizar meu tempo e aumentar meu rendimento nos estudos, pois estava em desvantagem em relação aos concorrentes que não trabalhavam e vinham de escolas melhores que as minhas.

Este meu amigo me presenteou com um livro que eu guardo até hoje com muito carinho: “Como passar no Vestibular” – de Lair Ribeiro. Como eu sempre gostei destas coisas de “melhorar a eficiência do que se faz”, fiquei muito entusiasmado com o livro. Foi neste livro que comecei a aprender a fazer mapas mentais:

 

Então, em 1999, comecei a estudar o livro que ganhei. Pesquisei outras técnicas de aprendizagem, aprendi ferramentas de motivação e desenvolvi minhas próprias metodologia de estudo e de planejamento. Assim, depois de ter aprendido a otimizar meu tempo, a planejar meu dia a dia de estudo e a estudar com técnicas, eu consegui ser aprovado no vestibular de 2000 da UFMG, onde fiz a graduação de Filosofia! Para mim, que veio de escola pública de periferia, foi uma grande vitória passar na UFMG e ser o primeiro de minha família a conseguir!

Já em 2001 eu  comecei a dar aulas particulares de Filosofia para alunos que desejavam, como eu,  passar na UFMG, já que naquela época o vestibular da UFMG tinha prova discursiva de Filosofia, na segunda etapa. Foi uma época da qual  eu tenho saudades e orgulho, pois eu ia de moto nas casas dos estudantes ensina-los não somente Filosofia para a segunda etapa, mas também os ensinava a superar os desafios e as pressões deste momento.

 

Ocorreu que alguns candidatos começaram a me dizer: “professor, eu estou muito preocupado e pressionado para passar. Não sei o que estudar, nem em que horas estudar. Estou muito desorganizado. Como o senhor fez para passar na UFMG?” Então, quando dizia a ele que eu tinha utilizado técnicas de estudo tais como mapas mentais, planilhas de planejamento, bem como ferramentas para controle da ansiedade, ele logo me pedia para eu ensina-lo estas técnicas de estudo e tudo mais que eu utilizei para conseguir passar.

 

Foi assim que comecei minha carreira de “Técnico de Estudante” ou, como eu chamava em 2001, “Personal Student“. E a demanda foi crescendo: eu ensinava as técnicas para um aluno, ele gostava e contava para um amigo. Eu ensinava também para este amigo, que também contava para outro amigo e assim por diante. Quando percebi, eu estava com a agenda cheia e muita gente querendo minhas aulas particulares. Quem me procurava não eram somente estudantes para vestibular, mas também  candidatos a concursos públicos passaram a me procurar e a me contratar também.

 

Meus resultados junto aos meus alunos estavam cada vez melhor. Todos passaram a estudar com mais qualidade e com mais rendimento. Com a crescente demanda por este meu trabalho, fui me aprimorando, estudando novas técnicas e desenvolvendo diversas ferramentas capazes de auxiliar os alunos a atingirem seus objetivos que era passar. Aqui que eu desenvolvi, por exemplo, a técnica “flash cards” que  na época eu chamava de “cartões de memória”.

 

Então, criei um projeto intitulado “Acompanhamento Estratégico aos Candidatos” e enviei para um cursinho de Belo Horizonte. Este projeto era justamente o MPETE que finalmente ficara pronto, após passar  anos copilando informações, pesquisando e testando o que funciona e o que não funcionava em relação aos estudos para concursos e vestibulares.

 

Como eu atendia muitos candidatos a concursos e vestibulares todos os dias, eu tive a chance de analisar, desenvolver e aprimorar as técnicas de estudo como em um centro de pesquisa. Tive a chance de medir quais técnicas eram boas e práticas, quais eram as complicadas demais, quais eram as principais dificuldades dos alunos e assim por diante.

 

Foi um verdadeiro mestrado autônomo que fiz durante todos estes anos. Daí nasceu o MPETE – Motivação Planejamento Estratégico e Técnicas de Estudo. Estes três pilares do sucesso em concursos e vestibulares foi criado e desenvolvido por mim ao longo de anos de experiência, dedicação e seriedade.

 

Já em 2006, meu projeto foi aceito no Meritus onde comecei a ministrar o curso MPETE®! Agradeço muito ao estimado prof. Eduardo, ex-Diretor do Meritus que me deu a oportunidade de auxiliar um grupo maior de alunos, pois ele percebeu que meu curso era sério, diferenciado, pioneiro e exclusivo em todo Brasil.

 

Meu curso fez tanto sucesso entre os alunos que logo passei a me tornar conhecido em Belo Horizonte e a ser procurado pela imprensa e escolas. A própria FGV me procurou para ministrar meu curso MPETE®  junto aos seus alunos de graduação, como uma disciplina complementar. Estes alunos davam à minha disciplina (Técnicas de Estudo) a nota mais alta entre as disciplinas de “polimento”, que era o nome dado às disciplinas complementares ao currículo formal da graduação.  

 

Mais de 30 mil anos assistiram aulas do MPETE®, sendo avaliado como “muito boas” ou “ótimas” por mais de 95% dos alunos!

 

O MPETE® é um curso que nasceu de uma longa história de sucesso! Desde 2001, tenho auxiliando milhares de alunos a atingirem suas metas, não somente nos estudos mas também na vida! Se você deseja ser aprovado em concursos, asseguro que este curso irá te auxiliar em seu objetivo!

 

O curso MPETE® oferece ferramentas para resolver as principais dúvidas dos candidatos: como fazer o estudo render; como planejar o estudo; como aumentar a motivação; como melhorar a concentração; como ter foco; como organizar o quotidiano de estudo; como aumentar a disciplina; como fazer mapas mentais; como aumentar a confiança; como fazer provas objetivas; como controlar a ansiedade; como melhorar a memorização, dentre outras dúvidas.

 

É indicado para aqueles que:

realmente querem estudar para valer, para passar;

querem planejamento realista;

desejam aprender técnicas de estudo que tenham eficácia comprovada;

estão em busca de resultado efetivo;

precisam fazer a hora de estudo render mais;

querem estudar com organização e disciplina;

levam seus estudos e objetivos a sério.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *