COMO MEMORIZAR DE FORMA EFICAZ!

Tempo de leitura: 3 minutos

“Professor, acho que tenho a memória muito ruim!”

“Não sei porque esqueci esta matéria! Eu a estudei na semana passada!”

“Preciso memorizar grande volume de informação e não sei como fazer isso.”

Você provavelmente já ouviu tais frases ou até mesmo já disse algumas. Mas será mesmo que é uma questão de memória ruim ou não saber como utilizar corretamente a memória? Posso lhe assegurar que em 98% dos casos é uma questão de não saber utilizar o processo de memorização!

Pesquisas realizadas em neurociência demonstram que o cérebro memoriza com muito mais eficácia pela repetição. Na verdade, repetição é o que gera memória! Nesse sentido, o psicólogo inglês, criador do mind maps (mapas mentais) e especialista em aprendizagem, Tony Busan, em seu livro Use sua mente, cita uma pesquisa que demonstra a eficácia da revisão periódica, bem como os prejuízos em desprezá-la.  

Em sua pesquisa, Tony Busan constatou que esquecemos 80% do que estudamos 24 horas após termos estudado, se não fizermos nenhuma revisão. Sim, eu sei que é assustador. Em meu escritório observo, desde quando comecei a atender alunos para concursos, em 2001, o quanto é essencial fazer revisão! Parece exagero, mas é verdade que se esquece muito do que foi aprendido, em apenas um dia. Não é a memória que está ruim! Salvo determinadas enfermidades, a dificuldade de memorização está relacionada com falta de técnica de memorização. O cérebro é bombardeado com milhões de informações diariamente e ele precisa filtrar o que vai reter. Mas a pergunta é: como o cérebro faz este filtro? Como o cérebro seleciona o que vai reter e o que não vai reter?

O processo utilizado pelo cérebro para reter ou não reter determinadas informações é, em linhas gerais, muito simples! O cérebro guarda as informações que você mais utiliza. Ele faz o filtro assim: se você utiliza repetidamente ele guarda, se você não utiliza repetidamente ele descarta ou joga no porão “esquecido” do cérebro…

Para armazenar corretamente a matéria compreendida é preciso revisar periodicamente e sistematicamente. Não revisar gera esquecimento! Não importa o tanto que você tenha aprendido a matéria, se não revisar vai esquecer provavelmente tudo, ou quase tudo. Esquecer significa “não conseguir resgatar a matéria compreendida na hora desejada”. Por isso sempre digo: aprender é uma coisa, lembrar é outra.  Isso explica porque as pessoas esquecem o que estudam: falta de revisão e não falta de boa memória.

Revisar é o mesmo que “salvar” um arquivo. Estudar sem revisar é o mesmo que escrever um documento no Word e não salvar. Cruel, triste e chato este processo que o cérebro utiliza… Pode ser, mas lhe asseguro que é necessário para nosso próprio bem! Imagine que ele, o cérebro, utilizasse uma forma aleatória para armazenar informação. Seria terrível porque neste caso não teríamos nenhum controle sobre o processo de memorização. Mas a boa notícia é que temos sim controle sobre o que o cérebro vai memorizar ou não. Basta revisar corretamente aquilo que queremos que ele memorize! Na verdade, o cérebro é como um banco ou um cofre que guarda nossas informações. Mas somos nós que escolhemos o que colocar lá.

Portanto, memorizar de forma eficaz significa armazenar o conhecimento e resgatá-lo quando você quiser! Aprender uma matéria e não lembrar dela é um processo inútil… pois o que adianta aprender e não conseguir resgatar o que aprendeu?

Caso você deseje realmente memorizar qualquer matéria que quiser, assista gratuitamente ao meu mini curso sobre “Alta performance nos estudos para concursos.”, pois lá eu vou te ensinar muita coisa legal, além de minha técnica de Flash Cards MPETE que é capaz de te auxiliar a memorizar 98% de tudo que você estuda!!!

Treine, avalie e aprimore sempre!

Você tem o dom da vitória.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *